terça-feira, 27 de setembro de 2011

Condenado por contagiar namorada com herpes genital

Um homem foi condenado a 14 meses de prisão por ter contagiado a ex-namorada com herpes genital. Cara Scott contraiu a doença sexualmente transmissível sem cura, e confrontou o companheiro.

David Golding, 28 anos, natural de Braunston (Inglaterra) disse inicialmente não ser responsável pela transmissão do herpes. O casal separou-se e Scott processou-o em tribunal.

Golding só revelou ser o responsável pelo herpes quando já tinham terminado a relação e declarou-se culpado.

O juiz Michael Fowler admitiu que a doença contraída poderá complicar futuras relações de Cara Scott. «A lesão que lhe causou por esta infecção é mais grave do que uma lesão deixada por uma cicatriz porque carrega reincidências, extremo desconforto e consequências para as relações que ela terá no futuro».

O procurador Steven Evans revelou que Cara Scott contraiu rapidamente a doença em 2009 e que «é uma condição ao longo da vida e é incurável. Ao descobrir isso, ela enfrentou o réu, mas ele negou que ele era responsável».

domingo, 25 de setembro de 2011

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

O réu

O réu, com um passado de criminoso, diz ao advogado:

- Doutor, se conseguir que eu seja condenado só a três anos, dou-lhe 10.000 euros extra. Se forem dois anos dou-lhe 20.000 euros, se conseguir que eu leve um ano eu dou-lhe 30.000 euros, combinado?

Depois do julgamento, o advogado informa-o, entusiasmado:

- Consegui que você fosse condenado a apenas um ano!
E olhe que me deu um trabalhão, porque eles queriam absolvê-lo...

sábado, 17 de setembro de 2011

Adolescente pode morrer se pentear o seu cabelo

Megan Stewart, uma adolescente escocesa de 13 anos de idade, foi informada pelos médicos de que sofre de uma doença rara chamada de «Hair Brushing Syndrome» e que pode mesmo morrer se pentear os seus cabelos, avança o jornal britânico «Daily Mail».

Médicos do Hospital Infantil Yorkhill, em Glasgow, informaram os pais da jovem que as crianças com este tipo de problema devem evitar qualquer tipo de electricidade estática, porque pode gerar uma reacção fatal. Segundo os médicos, a condição causa tonturas e pode levar a convulsões, provocando eventualmente a morte do paciente.

Foi a mãe, Sharon Stewart, que descobriu a doença quando penteava o cabelo da filha que se preparava para o primeiro dia de escola primária.

«Estava a pentear o cabelo da minha filha quando ela caiu e os seus lábios ficaram azuis. Pensei que ela estava a ter um ataque, o que nunca tinha acontecido, então chamamos a emergência. Foi realmente assustador, porque nós não sabíamos o que estava a acontecer», recordou a mãe em declarações ao «Daily Mail».

Para evitar a morte, Megan tem que pentear o cabelo com a cabeça para baixo, ao lado da cama, e o ambiente tem que estar bastante húmido para evitar que produza electricidade estática.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

domingo, 11 de setembro de 2011

Na Escola

No colégio, diz a professora:

- Meninos, amanhã quero que me tragam exemplos de construções que estejam a ser efectuadas próximo da vossa casa e quais as vantagens que elas trazem.

- Sim professora.

No final da aula, a professora pede a todas as meninas que fiquem na sala porque lhes quer dizer algo:

- Olhem meninas! Recebi muitas queixas dos vossos pais, de que o Joãozinho está muito malcriado. É provável que amanhã ele diga alguma das suas malcriadices. Por isso vou pedir que, para evitarmos problemas, quando ele disser algo que nos pareça malcriado, levantem-se imediatamente e saiam logo da sala de aula.

Todas estiveram de acordo com o plano.

No dia seguinte pergunta a professora:

- Fizeram a redacção que pedi? Primeiro tu Anita:

- Perto da minha casa estão a construir um supermercado. Assim a minha mãe não precisa andar tanto para ir às compras.

- Muito bem Anita!. Sim Raul, é a tua vez:

- Perto da minha casa estão a construir uma fábrica de móveis. Assim, como o meu pai é carpinteiro permite-lhe trabalhar mais perto de casa.

-Excelente, obrigado Raul. Nisto o Joãozinho levanta a mão.

Diz a professora:
- Ai meu Deus! Diz lá Joãozinho. O que estão a construir perto da tua casa?

- Perto da minha casa estão a construir um bordel.

Imediatamente todas as meninas da sala levantam-se para sair.

E ele:

- Calma aí suas p****, que ainda não abriu...

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Chamaram emergência para salvar o filho... que era um gato

Aconteceu em Ware (Hertfordshire), na Inglaterra. Um casal desesperado contactou o 999 (112 em Portugal) a dizer que filho de cinco anos estava em paragem cardíaca. Quando os paramédicos se deslocaram ao local constataram que, afinal, o «filho» de cinco anos não era uma criança, mas sim um gato, avança o «Daily Mail».

Ás 06:45h, um carro de resposta rápida e uma ambulância deslocaram-se ao local, depois de casal ter implorado ajuda pelo seu filho.

A equipa médica não quis acreditar no insólito quando chegou à residência do casal e o encontrou em lágrimas, com o gato ao colo. O animal acabou por morrer mais tarde.

Um elemento da equipa médica, indicou que a chamada poderia ter significado a diferença entre a vida e a morte de um paciente real, e que as pessoas não têm noção que aquela linha de emergência não atende todo o tipo de chamadas.

«Foi uma situação surreal. Eu tenho tido algumas chamadas insólitas e ido ao local, mas nada como isto. Eu não consigo perceber porque não chamaram um veterinário. Algumas pessoas pensam que o 999 abrange tudo».

A chamada foi feita no dia 10 de Agosto por um casal de estrangeiros que, certamente, não soube expressar-se como devia. O paramédico refere que a linha de emergência está apta para receber chamadas estrangeiras, com tradutores, mas «numa situação potencialmente crítica», como era o caso de «paragem cardíaca» não tiveram tempo para fazer os habituais «despistes».

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

sábado, 3 de setembro de 2011

Xadrez de Homem


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...