domingo, 31 de maio de 2015

sexta-feira, 29 de maio de 2015

terça-feira, 26 de maio de 2015

segunda-feira, 25 de maio de 2015

A razão porque se chumba nos exames

Porque chumbamos nos exames? 

Um ano tem 365 dias para podermos estudar. 

Depois de tirar 52 domingos, só nos restam 313 dias. 

No verão há 50 dias durante os quais faz demasiado calor para poder estudar. 
Assim restam-nos 263 dias. 


Dormimos 8 horas por dia, por ano isso são 122 dias. 
Agora temos 141 dias. 

Se nos derem 1 hora por dia para fazer o que nos apetecer, 15 dias 
desaparecem, assim restam-nos 126 dias. 

Gastamos 2 horas por dia a comer, assim usamos desta maneira 30 dias e 
sobram-nos apenas 96 dias no nosso ano. 

Gastamos 1 hora por dia a falar com amigos e familiares, o que nos tira 
15 dias, mas e então restam-nos 81. 

Exames e testes ocupam no mínimo 35 dias do nosso ano, portanto só nos 
restam 46. 


Tirando aproximadamente 40 dias de férias e feriados, ficamos apenas 6 
dias. 

Digamos que no mínimo estás 3 dias doente, e estás então com apenas 3 
dias para poder estudar! 

Digamos também que só sais 2 dias! Só resta 1 dia!!!! 
Porém, esse único dia.....é o teu aniversário!...portanto...... 

sábado, 23 de maio de 2015

Estudante bebe demais e acaba em casa de taxista


Mike Allison, um estudante de 18 anos, foi festejar o aniversário de um amigo e acabou a noite na casa de um taxista , a beber chá e ver televisão. O caso aconteceu este mês, em Stretford, Inglaterra. 

O rapaz saiu com o grupo de 20 amigos,  em Deansgate, onde terá ingerido uma grande quantidade de álcool. Por volta das 04:00, adormeceu profundamente e os amigos meteram-no dentro de um táxi, que seguiu viagem apesar do condutor não saber o que estava a acontecer. Depois de percorrer 27 quilómetros, o taxista chegou a casa, em Stretford, onde Mike acordou, sem saber o que fazer.
«Eu acordei em Stretford por volta das 04:30, quando o carro parou de trabalhar e deixei de ouvir o barulho do motor. Olhei à minha volta e não vi ninguém, depois fiquei a pensar na quantidade de bebida que ingeri e pensei que tinha sido raptado ou algo assim», afirma Mike Allison.

Depois de se apresentar ao motorista, o rapaz teve de decidir se queria pagar 50 libras voltar para casa ou se permanecia na casa do motorista, que tinha feito o turno da noite e acabado de sair de serviço. Mike optou por ficar e ligar aos amigos para o irem buscar, mas estes não atenderam as chamadas.
«Não queria parecer esquisito depois do taxista me ter ajudado. Então decidi esperar que alguém me fosse buscar. O homem ofereceu-me uma bebida e fiquei lá em casa perto de uma hora a assistir a 'Take Me Out'», acrescenta o rapaz.

Para provar aos amigos que não estava a mentir e que a história era verdadeira, Mike publicou fotos no Twitter a ver a televisão e outra do motorista, que acabaram por se tornar virais.

Horas mais tarde, os amigos foram buscá-lo. O rapaz disse à imprensa que não sabia o nome do condutor nem para que empresa trabalhava, mas tenciona agradecer ao taxista por o ter acolhido durante aquele tempo.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

A Carta


terça-feira, 19 de maio de 2015

domingo, 17 de maio de 2015

sexta-feira, 15 de maio de 2015

O Amor é Lindo

Ele liga para casa:
Olá amor, tudo bem?...
Ah que bom...
As crianças estão bem?...
Perfeito!
Comeram tudo hoje?...
Sim?
Que bom!...
Minha adorada deusa, o que é o jantar hoje?.......Yes! Souflé de camarão, o meu prato preferido, meu anjo. É por isso que eu te adoro! E aí em casa, está tudo tranquilo?... Sim?...
Olha, promete que hoje à noite vais usar aquela lingerie preta... essa, a que é totalmente transparente... Sim?...
Ah... ... é por isso que eu te amo tanto... Vou lamber-te toda...
Daqui a bocadinho a gente vê-se, ok? Agora faz-me um favorzinho...

...chama ai a patroa, sim?

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Matemática poética ou poesia matemática

Quem 60 ao teu lado e 70 por ti,
vai certamente rezar 1/3
para arranjar 1/2 de te levar para 1/4
e ter a coragem de te dizer:
20 comer!!!

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Aspirador «engole» cabelo da dona enquanto ela dormia


Uma sul-coreana de 52 anos não ganhou para o susto quando sentiu o seu cabelo ser «engolido» por um aspirador robot que «trabalhava» na mesma divisão em que ela dormia a sesta. De acordo com o jornal «The Guardian», a mulher não conseguiu libertar-se sozinha e foi obrigada a chamar os bombeiros. 
  
Este tipo de equipamentos está equipado com sensores que os impedem de chocar com obstáculos ou cair em escadas ou desníveis. Contudo, o equipamento terá confundido o cabelo da mulher com sujidade e sugou-o, ficando completamente bloqueado. 
  
De acordo com o jornal britânico, que cita o sul-coreano «Kyunghyang Shinmun», a mulher não sofreu ferimentos graves, mas ficou com alguns fios de cabelo arrancados do couro cabeludo. 
  
Em países como a Coreia do Sul e o Japão, dormir no chão é um hábito comum. Os fabricantes deste tipo de aparelhos alertam, por isso, para possíveis riscos. Esta mulher parece não ter, contudo, levado os avisos em conta. 
  
Os jornais não divulgam a identidade da mulher, nem a data em que aconteceu o incidente. 

segunda-feira, 11 de maio de 2015

sábado, 9 de maio de 2015

quinta-feira, 7 de maio de 2015

terça-feira, 5 de maio de 2015

Adão e Eva

Diz a Eva para o Adão:

-Adão, tu amas-me?

- Nem por isso!

-Então porquê que estás sempre a fazer amor comigo?

-Helloooo… vês mais alguém por perto? DUUUHHH!!!!

domingo, 3 de maio de 2015

Noiva troca de noivo durante o casamento


Uma noiva indiana trocou o noivo durante o casamento por um convidado. A mudança de amores  ocorreu a meio da cerimónia e depois do pretendente ter sofrido um ataque de epilepsia, informa a imprensa indiana. 

Jugal Kishore, de 25 anos, caiu com uma convulsão durante a tradicional troca de coroas de flores, na cidade de Rampur. 

A noiva, a jovem Indira de 23 anos, não sabia da doença do noivo e ficou furiosa por, tanto ela como a família, não terem sido informadas da condição do noivo. 

O previsível cancelamento do casamento acabou por não acontecer, dado que Indira rapidamente escolheu um convidado, Harpal Singh, o cunhado da irmã, para substituir o noivo. 

O jovem, que estava casualmente vestido de calças de ganga e blusão de cabedal, aceitou o pedido informal de casar com Indira… de imediato. 

A cerimónia continuou para espanto do noivo epilético que foi transportado para o hospital e ao regressar encontrou a sua noiva já casada e a celebrar o momento com o novo marido. 

A raiva terá então falado mais alto, com agressões e pratos pelo ar, segundo a imprensa local. A família não gostou da decisão e terá mesmo apresentado queixa na polícia. 

A questão terá finalmente sido resolvida pelos anciões da família. 

sábado, 2 de maio de 2015

Os Bombeiros da Vidigueira

Um fogo deflagrou num Monte Alentejano. 

Os bombeiros foram imediatamente chamados para extinguir as chamas. 

O fogo estava cada vez mais forte, e os bombeiros não conseguíam dominar as chamas. 
A situação já estava a ficar fora de controlo, quando alguém sugeriu que se chamasse o grupo voluntário da Vidigueira. 

Apesar de alguma dúvida quanto às capacidades e equipamento dos voluntários, seria mais uma forma de auxilio. 
Assim foi. 

Os voluntários chegaram num camião velho, desgastado pelos anos e operações de combate. Passaram em grande velocidade e dirigiram-se em linha recta para o centro do incêndio! Foram mesmo até ao meio das chamas e pararam. 
Estupefacta a população assistiu a tudo. 
Os voluntários saltaram todos para fora do camião e começaram a pulverizar freneticamente em todos os sentidos. Como estavam mesmo no meio do fogo, as chamas dividiram-se, e restaram duas porções facilmente controláveis. 
Impressionado com o trabalho dos voluntários da Vidigueira, o dono do monte respirou de alívio quando viu a sua herdade ser poupada à devastação das chamas. Na hora pôs as mãos na algibeira e passou imediatamente um cheque de 5000 euros à corporação voluntária. 

Um repórter do jornal local perguntou logo ao comandante dos bombeiros: 
- 5000 euros! Já pensou o que vai fazer ao dinheiro? 

Responde o comandante a sacudir a cinza do capacete: 
-Penso que é óbvio, não é? A primeira coisa que vamos fazer é arranjar a porra dos travões do camião!!! 

Traição rural

Um homem entra em casa com uma ovelha nos braços. 
A mulher, deitada na cama, está a ler um livro. 

Diz o homem: 
- Olha amor, esta é a vaca a que me atiro quando te dói a cabeça. 

Diz a mulher: 
- Se não fosses parvo verias que isso é uma ovelha não uma vaca. 

O homem sorri e responde: 
- E tu se não fosses tão estúpida, verias que estou a falar com a ovelha e não contigo... 

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...